FANDOM


Série sobre a
Bíblia

Gutenberg Bible

Cânon bíblico e livros

Capítulos e versículos
Tanakh (Torá · Nevi'im · Ketuvim)
Texto Massorético
Pentateuco samaritano
Antigo Testamento · Bíblia Hebraica
Novo Testamento · Nova Aliança
Deuterocanônicos
Apócrifos judaicos
Apócrifos do Antigo Testamento
Apócrifos do Novo Testamento
Antilegomena

Desenvolvimento

Cânone Judaico
Cânone do Antigo Testamento
Cânone do Novo Testamento

Autoria

Autores da Bíblia
Autoria Mosaica
Trabalhos de João · Epístolas Paulinas

Traduções bíblicas

Septuaginta
Targum · Peshitta
Vetus Latina · Vulgata
Bíblia gótica · Bíblia Luther
King James Version
Traduções em Português
Línguas indígenas

Estudos Bíblicos

Crítica bíblica
Datação da Bíblia
Pergaminhos do Mar Morto
Manuscritos bíblicos
Categoria dos textos do NT
Hipótese Documental
Problema Sinótico
A Bíblia e a história
Arqueologia bíblica

Interpretação

Hermenêutica
Pesher · Midrash · Pardes
Alegoria · Literalismo

Pontos de vista

Inerrância bíblica · Infalibilidade bíblica
Crítica da Bíblia
Leis bíblicas do Cristianismo
Visão islâmica da Bíblia
Narrativas bíblicas e do Alcorão
Gnosticismo no Novo Testamento
Judaísmo e Cristianismo
Profecias Biblicas


Esta caixa: ver  discutir  editar
2nd century Hebrew decalogue

O Nash Papyrus (Século II a.C.) contém uma parcela do texto pré-Massorético, especificamente os Dez Mandamentos e as práticas do Shema Yisrael.

Texto Massorético ("MT") é um texto em hebraico do Tanakh, usado no Judaísmo como leitura sagrada. Inclui a Torá e outros livros considerados de inspiração divina.

Conhecido como Bíblia Hebraica ou Tanakh, foi utilizado como base em várias traduções protestantes do Velho Testamento.

O cânone da Igreja Católica, fixado através do Concílio de Trento (1545-1563), utiliza para o Antigo Testamento ou Escrituras Hebraicas a versão conhecida como Septuaginta, que é a tradução do Antigo Testamento para o idioma grego, patrocinada pelo faraó Ptolomeu II (287 a.C.- 247 a.C.) do Egito .


Origem do NomeEditar

Em torno do século VI, um grupo de competentes escribas judeus teve por missão reunir os textos considerados inspirados por Deus, utilizados pela comunidade hebraica, em um único escrito. Este grupo recebeu o nome de "Escola de Massorá". Os "massoretas" escreveram a Bíblia de Massorá, examinando e comparando todos os manuscritos bíblicos conhecidos à época. O resultado deste trabalho ficou conhecido posteriormente como o "Texto Massorético".

O termo "massorá" provém na língua hebraica de mesorah (מסורה, alt. מסורת) e indica "tradição". Portanto, massoreta era alguém que tinha por missão a guarda e preservação da tradição.

O TextoEditar

Escrito em hebraico antigo, com letra quadrada, os massoretas levantaram a pronúncia tradicional do texto de consoantes ( o hebraico não tinha vogais), graças a um sistema de pontuação inventado para atender a acentuação vocálica. Com isso, eles padronizaram uma pronúncia das palavras do texto, tornando-o igual para qualquer pessoa que o lesse após a época em que iniciou-se a compilação. Nessa época o hebraico já não era um idioma popular e havia, principalmente por parte da comunidade hebraica muita dificuldade em pronunciá-lo corretamente, conforme a pronúncia original.

A metodologia utilizada era bastante rigorosa: ao final de cada cópia pronta, todas as letras eram contadas, e uma letra era estabelecida como letra central de referência. Assim, as letras do início da cópia até a letra central teriam de estar perfeitamente iguais às do documento original. Também eram contadas todas as letras desde a letra final até a letra central. Em caso de discordância, todo o trabalho era destruído e uma nova compilação realizada.

Por criarem uma base para a interpretação do texto hebraico, aperfeiçoando os símbolos da escrita, já que até então não havia um sistema definido de regras gramaticais por escrito, os massoretas são considerados os pais da gramática da língua hebraica atual.

A ComposiçãoEditar

O Texto Massorético é composto de 24 livros:

Veja TambemEditar

Primeira ImpressãoEditar

A partir da invenção da Imprensa, no século XV, o Texto Massorético foi impresso por Daniel Bomberg, um abastado cristão veneziano originário da Antuérpia, em 1524 e utilizado posteriormente por Lutero em sua tradução para a língua alemã do Velho Testamento.


Ligações ExternasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.